Mesa Diretiva da Câmara de Suzano apresenta balanço financeiro do primeiro semestre

Mesa 001 - Ricardo Bittner

Foto: Ricardo Bittner/Câmara de Suzano

A Mesa Diretiva da Câmara de Suzano apresentou aos demais vereadores o balanço financeiro do primeiro semestre. O grupo, que é formado por José Izaqueu Rangel (PSDB), o Zaqueu Rangel, Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado e Max Eleno Benedito (PRP), o Max do Futebol, fez questão de realizar esta ação que vai de encontro com a principal característica da atual Mesa: total transparência de seus atos.

Segundo dados da execução orçamentária de janeiro a julho deste ano, já foram executados R$ 13.588.85013 do total do orçamento de 2017 da Casa de Leis, que é de R$ 25.102.400. A Mesa entregou aos parlamentares uma planilha onde constam todos os gastos do Legislativo.

O item que mais resultou em gastos para a Câmara foi a despesa com pessoal. Foram pagos R$ 8.121.284,88 aos funcionários da Casa. Esse valor é equivalente a 59,76% do total dos débitos.

Em seguida está o total pago com aos vereadores neste período: R$ 1.661.250,00 (12,23%). A planilha também detalha os valores referentes as despesas com telefonia móvel (R$ 35.742,54); telefonia fixa (R$ 31.747,29) e material permanente (R$ 10.609).

Zaqueu Rangel esclareceu que quanto maior for a transparência, mais fácil fica a administração pública. “Nós (Mesa Diretiva) fazemos questão de seguir a risca o principio da transparência, que é algo a prosseguir constante e permanentemente”, explicou. “Devemos ter muita responsabilidade com o dinheiro público”, analisou.

Linha

Estes argumentos do presidente seguem a linha que a Mesa Diretiva vem mantendo desde o começo deste ano. Logo no inicio dessa gestão, a Câmara de Suzano optou por várias decisões administrativas que resultaram em uma considerável economia aos cofres públicos, como por exemplo, o cancelamento do contrato firmado entre a Casa de Leis com um escritor io de assessoria jurídica de São Paulo. O valor era de R$ 216 mil ao ano. Outra decisão da Mesa Diretiva foi a não renovação da locação do prédio que há anos era utilizado como garagem dos carros oficiais dos parlamentares. O valor de R$ 94 mil não será mais debitado das contas do Legislativo, já que os automóveis serão transferidos para a nova sede da Câmara, que conta com espaço adequado para todos os veículos. A terceira medida tomada pela Mesa Diretiva está relacionada com a redução do número de vereadores. Até ano passado, a Casa contava com 21 parlamentares. A partir desta legislatura, Suzano conta com 19 vereadores. Sendo assim, o Legislativo, que contava com cinco automóveis locados, decidiu reduzir o total de carros alugados para três. Com essa medida, a Casa economizará R$ 4.947,96.