Câmara de Suzano aprova criação de Atividade Delegada para Polícia Militar

2 de outubro de 2019


 

 

Descrição da imagem #PraCegoVer: vereadores reunidos na Câmara durante sessão ordinária.
Foto: Ricardo Bittner/Câmara de Suzano

O projeto que permite que policiais militares trabalhem em dias de folga foi aprovado, por unanimidade dos presentes, na sessão de hoje (2) da Câmara de Suzano. A Atividade Delegada, que é resultado de um convênio entre o município e o governo estadual, terá início após a assinatura do prefeito Rodrigo Ashiuchi, que é o autor da propositura.

Esta é uma ação que beneficia tanto a cidade quanto os policiais, pois garante o aumento do efetivo nas ruas do município, reduzindo a criminalidade, e garante que os agentes de segurança recebam um valor adicional no salário mensal. A hora do trabalho da Atividade Delegada, em Suzano, foi estabelecida em R$ 26,53, para praças e oficiais.

O projeto também permite que a prefeitura possa adquirir e ceder, por meio de convênio, viaturas e equipamentos à Polícia Militar, para serem empregados durante a Atividade Delegada.

Os vereadores Alceu Cardoso (Republicanos) e Denis Claudio da Silva (DEM), o filho do Pedrinho do Mercado, Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, Lisandro Frederico (PSD), Rogério Gomes do Nascimento (PRP), o Rogério da Van, Marcos Antonio dos Santos (PTB), o Maizena Dunga Vans, Joaquim Rosa (PL) e Jaime Siunte (PTB), discursaram sobre o projeto. Assim como a vereadora Gerice Lione (PL), a esposa do Prefeito da Academia, que é policial militar reformada. Ela afirmou que a classe policial precisa de aumento salarial, mas que isso é algo referente ao governo estadual e não ao municipal. “Nós (policiais) gostaríamos mesmo é do aumento salarial, mas, não é atribuição do prefeito e sim do governador, por isso parabenizo o prefeito pela conquista”, argumentou.