Pedro Ishi entrega Título de Cidadã Suzanense para servidora que trabalha há mais de 50 anos na Prefeitura

10 de maio de 2024


Descrição da imagem #PraCegoVer: de pé, no Plenário da Câmara, Jurema Bichini segura a placa com o Título de Cidadã Suzanense e um buquê de flores, ladeada pelo marido Paulo Sérgio Guardia (à direita da foto) e do vereador Pedro Ishi e sua esposa Déborah (à esquerda da foto). Todos usam trajes sociais.

Foto: Ricardo Bittner

A servidora municipal Jurema Bichini Guardia recebeu na noite de ontem (9) o Título de Cidadã Suzanense. O autor da homenagem é o vereador Pedro Ishi (PL).

A sessão solene para a entrega desta honraria foi comandada pelo vereador Edirlei Junio Reis (PL), o professor Edirlei. Os vereadores Lazario Nazaré Pedro (Republicanos), o Lázaro de Jesus e Artur Takayama (PL) também participaram. Assim como o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL); sua esposa, Larissa Ashiuchi (PL); a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB de Suzano, Maria Margarida Mesquita; do chefe de gabinete da Prefeitura, Afrânio Evaristo da Silva; e de vários secretários do Executivo.

O Plenário ficou lotado com familiares e amigos da homenageada. Jurema trabalha na Prefeitura de Suzano desde 1972, atuando no gabinete de quase todos os prefeitos da cidade, somando mais de 50 anos dedicados à administração municipal.

Seu profissionalismo e dedicação extrema ao trabalho foram os fatores comuns destacados em todos os discursos de ontem. Pedro Ishi explicou que é uma homenagem muito merecida, porque Jurema trilhou uma linda história dentro da Prefeitura de Suzano.

Afrânio disse que Jurema começou a trabalhar na Prefeitura dois dias depois do nascimento dele. “Eu acho que o título de hoje pode sofrer uma pequena metamorfose. Ele pode ser considerado um Título de Mãe de Suzano, porque você acompanhou quase que toda a evolução dessa cidade desde 1972”, disse.

Larissa Ashiuchi também não economizou nos elogios para Jurema. “Jurema tem aqui diversos adjetivos que a gente poderia elencar. Mas um deles que eu coloco aqui é a sua inteligência. A Jurema é uma biblioteca humana. Tudo que a gente pergunta para ela, cada processo, cada linha de processo, ela sabe onde está, sabe do que se trata, então a gente só tem que agradecer por todo o seu carinho, seu empenho, a sua dedicação à nossa cidade. Não é qualquer um que faz isso como você faz”, disse Larissa.

Ex-colega de Prefeitura, o assessor especial da Câmara Juvenal Antonio da Silva disse que quando trabalhava com ela na gestão passada, Jurema sofreu um acidente e quebrou o tornozelo. Por isso, ficou afastada quase dois meses da Prefeitura. “Ela mandava levar os processos para casa dela. Ela despachava, analisava tudo, porque aí passava para mim (Juvenal) e eu repassava para o prefeito (Paulo Tokuzumi). Então, na verdade, ela não parou de trabalhar um dia, mesmo doente, mesmo machucada”, revelou.

Muito emocionada, Jurema agradeceu carinhosamente a todas as pessoas que estavam prestigiando a sessão solene. “Escrevi muita coisa para falar. Mas eu decidi falar com meu coração porque foi tão gratificante para mim receber esse título aos 73 anos, me concedendo uma certidão de nascimento na cidade que me acolheu aos 9 anos de idade junto com a minha família. É uma imensurável gratidão”, disse.

O prefeito de Suzano disse que a homenageada é “um patrimônio da cidade” e, assim, como aconteceu nos outros discursos, destacou a excelente dedicação na vida profissional.