Três projetos que visam melhorias na saúde de Suzano são aprovados na Câmara

24 de agosto de 2023


Descrição das imagens #PraCegoVer: montagem com três fotos lado a lado dos vereadores Jaime Siunte (ao microfone na Tribuna da Câmara), Artur Takayama (de pé, no Plenário da Casa de Leis) e Leandrinho (também ao microfone na Tribuna da Câmara).

Fotos: Ricardo Bittner

Os vereadores da Câmara de Suzano aprovaram três itens na sessão ordinária de ontem (23). Todos os projetos de leis são referentes à área da saúde.

O primeiro, de autoria do vereador Jaime Siunte (PSDB), institui a Semana Municipal no Uso Racional de Medicamentos e dá outras providências. A ideia é conscientizar a população sobre os perigos da automedicação. “A coisa é séria demais: 16% das mortes por intoxicação são causadas por medicamentos. Por exemplo, um idoso de 64 anos, morre após tomar medicamento doado por uma vizinha. Não é porque para mim deu certo que para o vizinho vai dar certo”, explicou. “Estão usando medicamentos sem necessidade. A gente pode salvar muitas pessoas”, analisou.

A inclusão social da pessoa com deficiência é o objetivo do projeto de lei que inclui no calendário oficial de eventos da cidade a Campanha “Setembro Verde”, de autoria do vereador Artur Takayama (PL). De acordo com a propositura, a campanha foi inspirada em outras ações, como por exemplo, o Outubro Rosa e o Novembro Azul.

De autoria do vereador Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, foi aprovado o projeto de lei que dispõe sobre a prática da telemedicina em Suzano. O parlamentar explicou que o termo telemedicina “ganhou notoriedade em 2020, sobretudo com a pandemia do coronavírus. Sendo que a tecnologia permite aos médicos chegarem virtualmente até os pacientes em qualquer hora, data e local. Com isso será permitido que mais pessoas tenham acesso a serviços de suporte ao diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças, suprindo a demanda por médicos em todas as regiões da cidade”.