Vereador Denis solicita que base do Samu receba nome de Emanuela Fernandes

9 de março de 2022


Descrição da imagem #PraCegoVer: vereador Denis fala ao microfone na Tribuna da Câmara. Ele usa uma camisa branca.

Foto: Ricardo Bittner

O vereador Denis Claudio da Silva (DEM), o filho do Pedrinho do Mercado, enviou um ofício ao prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), nesta semana, solicitando que a base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) receba o nome de Emanuela Fernandes.

A auxiliar de enfermagem, de 36 anos, morreu no último dia 26, após a ambulância do Samu ser atingida por um carro que atravessou o canteiro central e invadiu a pista contrária, da avenida Vereador João Batista Fitipaldi. A ambulância tombou e Emanuela foi gravemente ferida, falecendo no local. O motorista da viatura não sofreu ferimentos. Emanuela tinha dois filhos. Uma menina de 6 anos e um rapaz de 17.

O velório de Emanuela contou com uma homenagem de seus colegas de profissão. Várias ambulâncias do Samu foram enfileiradas na frente do prédio para a despedida da auxiliar de enfermagem. Além disso, outros amigos ficaram enfileirados na porta do velório e todos bateram palmas, enquanto o caixão era conduzido para a última despedida de Emanuela.

O enterro aconteceu no cemitério São Sebastião.

O parlamentar, que acompanhava o trabalho de Emanuela, explicou que o pedido feito para o prefeito é mais do que justo. “Manu perdeu a vida enquanto estava no caminho para salvar vidas, e era amada e admirada por todos que tiveram o privilégio de desfrutar da sua presença, enquanto filha, esposa, mãe, amiga e profissional da área da saúde, fazendo justa essa homenagem em memória”, argumentou.

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) publicou uma nota de falecimento sobre a morte de Emanuela. “A perda da vida da Manu foi sentida por muitas pessoas. Ela era realmente uma profissional que amava seu trabalho. Sendo assim, eu acredito na sensibilidade do prefeito de Suzano para autorizar esta homenagem. A história da Manu tem que ser eternizada”, opinou.