Vereadores aprovam oito itens na Câmara de Suzano

10 de agosto de 2023


Descrição da imagem #PraCegoVer: vereadores estão sentados atrás de suas mesas no Plenário da Câmara. Ao fundo, está o público na Galeria.

Foto: Ricardo Bittner

Na sessão ordinária de ontem (9), os vereadores da Câmara de Suzano aprovaram oito itens. O vídeo da atividade parlamentar pode ser visto no canal TV Câmara Suzano no YouTube (www.youtube.com/TVCâmaraDeSuzano).

O primeiro projeto aprovado foi o que tem o objetivo de instituir no município o protocolo Captura, Esterilização e Devolução (CED) para controle populacional de cães e gatos sem tutor reconhecido. A propositura é de autoria do vereador Marcel Pereira da Silva (PTB), o Marcel da ONG.

Depois disso, os parlamentares votaram duas moções de aplausos. Uma, de autoria do vereador Marcel da ONG, que parabenizou Leonardo Brito Lima, jornalista do Grupo Hoje de Comunicação e do portal HojeDiário.com, pela conquista do Prêmio Expocom, na etapa da região sudeste. A outra moção parabenizou Ronei Alexandre de Camargo, conhecido como Esquerdinha, por seu “comprometimento como servidor público”, de autoria do vereador Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado.

Cinco projetos de decretos legislativos também foram aprovados: a entrega do Título de Cidadão Suzanense ao presidente da The Nippon Foundation, Takeju Ogata, de autoria do vereador Artur Takayama (PL); as medalhas “Antonio Marques Figueira” para Hamilton Aparecido Peixoto, Ronei Alexandre de Camargo e Manoel Evaristo Barbosa Neto, de autoria do vereador Rogerio Castilho (PSB); e o Título de Cidadão Suzanense para o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, de iniciativa do vereador professor Toninho Morgado.

Tribuna

O presidente da Casa de Leis, Joaquim Rosa (PL), discursou sobre o projeto de resolução que foi aprovado na sessão da semana passada, que alterou o Regimento Interno da Câmara. Com essa mudança, não haverá mais a leitura da Bíblia no início das sessões e a fala “Em nome de Deus e da Pátria, está aberta esta sessão”. Ele explicou que isso aconteceu após o Legislativo receber um documento do subprocurador de Justiça do Estado de São Paulo, que frisava a importância de a Câmara seguir o que rege a Constituição Federal sobre o Estado ser laico (liberdade de crença religiosa). “Eu creio na existência de um ser maior que é Deus, que me guia e me protege. A mim e a minha família”, ressaltou.

Já o vereador Edirlei Junio Reis (PSDB), o professor Edirlei, elogiou os trabalhos de uma empresa do setor de energia renovável.