Vereadores de Suzano apontam problemas no Pronto-socorro Municipal e no Pronto-atendimento de Palmeiras

25 de agosto de 2021


Descrição da imagem #PraCegoVer: vereadores sentados atrás de suas mesas no Plenário da Câmara.

Foto: Vivian Turcato

Vereadores de Suzano usaram a Tribuna Livre da sessão ordinária da tarde de hoje (25) para apontar problemas e pedir soluções no Pronto-socorro (PS) Municipal e no Pronto-atendimento (PA) de Palmeiras.

O vereador Denis Claudio da Silva (DEM), o filho do Pedrinho do Mercado, pediu uma atenção especial ao PS Municipal, que segundo ele vem passando por dificuldades nos últimos 15 dias. “É algo preocupante, pois há pessoas tomando medicamento em cadeiras e assentos por seis, sete, oito dias porque não tem um leito ou uma maca disponível. Isso está deixando muitos profissionais do pronto-socorro preocupados”, afirmou. De acordo com o parlamentar, os funcionários do PS estão tendo dificuldade de acomodar os pacientes. “Com o fechamento parcial do ‘gripário’ (local que recebe pessoas com problemas virais e gripe), aumentou o número de pacientes e não tem aonde interná-los os pacientes com o mínimo de dignidade”, completou.

Denis também disse que recebeu informações de que o PS não está mais fazendo teste de covid e encaminhando as pessoas para as unidades básicas de saúde (UBSs). Ele deixou claro que não quer passar a responsabilidade da situação aos funcionários da unidade: “Eles trabalham com muito afinco e amor. Nunca deixaram seus postos e nunca viraram as costas aos pacientes.”

O presidente do Legislativo, Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, disse que tem recebido várias reclamações com o mesmo teor e fará um ofício solicitando informações e providências a secretário de Saúde, Pedro Ishi. “São várias reclamações de não ter onde a pessoa ficar. Os profissionais dão o sangue no PS, o que falta é gestão, porque dinheiro tem”, disse, ele, lembrando que a Casa de Leis aprovou cerca de R$ 50 milhões em remanejamento orçamentário para a área. “Não é possível não tenha dinheiro para continuar com o ‘covidário’ lá dentro.”

Já o vereador Rogerio Castilho (PSB) falou sobre o PA de Palmeiras e convidou os demais parlamentares para vistoriarem o equipamento público em diferentes dias e horários, inclusive de madrugada. Ele afirmou que todos os dias recebe reclamações em suas redes sociais sobre o local. De acordo com ele, há uma falha no processo e é necessário ter um horário estipulado para o almoço, jantar e lanches dos funcionários. “Tem que ter sincronia no atendimento”, disse.

O vereador Artur Takayama (PL) usou a Tribuna Livre para agradecer o deputado estadual Marcos Damasio (PL), que disponibilizará mais R$ 200 mil para Suzano, para serem utilizadas na cultura. O vereador Jaime Siunte (PSDB) falou sobre o projeto de coleta e tratamento de resíduos sólidos do município, apresentado na semana passada pela Prefeitura. Ele disse que em 2006 já havia feito o pedido de uma usina de reciclagem e entulho para o município. “Fico contente. Toda cidade tem que cuidar do seu lixo e entulho, porque isso gera economia. Temos que aproveitar e gerar energia”, disse.

Pauta

Os vereadores aprovaram na sessão uma moção de apoio ao projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) com o objetivo de instituir no Estado o piso salarial aos profissionais de Enfermagem, de autoria do deputado estadual Marcio Nakashima (PDT). A propositura é de autoria do vereador Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado. De acordo com ele, hoje existe uma grande disparidade nos salários pagos a estas classes profissionais, e o piso estabelecerá um valor mínimo.

Ainda foi aprovada pelos parlamentares uma moção de aplauso da vereadora Gerice Lione (PL), a esposa do Prefeito da Academia, que parabeniza os seis integrantes da equipe do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Suzano Evelyn Oliveira (bocha), Daniel Yoshizawa, Nathalie Filomena, Edwarda Oliveira e Laiana Rodrigues (vôlei sentado); e o técnico da seleção masculina de vôlei sentado, Célio Mediato, representantes de Suzano que participam dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no Japão. A parlamentar destacou que a atleta de bocha suzanense representou a delegação brasileira como porta-bandeira na abertura dos jogos, realizada ontem (24). “Hoje a gente está vendo esses atletas enaltecendo o nome da cidade, do estado e do país”, afirmou.

Os vereadores também votaram favoravelmente a uma moção de aplauso do vereador André Marcos de Abreu (PSC), o Pacola, que parabeniza a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Guarda Civil Municipal, a Defesa Civil, funcionários da saúde e demais servidores da Prefeitura de Suzano, pelo trabalho realizado no sábado passado (21), no incêndio que atingiu duas lojas na avenida Jaguari, no Jardim Dona Benta. “Faço os agradecimentos em nome de todos os comerciantes do bairro”, disse. ”Eu nunca tinha presenciado algo tão assustador, foi um incêndio de proporção enorme. Ali existem cerca de 20 lojas e, se não fosse a ação corajosa dos bombeiros, certamente o prejuízo seria muito maior.”

Ainda foram aprovados dois projetos de decreto legislativo de autoria do vereador Edirlei Junio Reis (PSDB), o professor Edirlei: um que outorga a Medalha Antonio Marques Figueira a Sara Galvão de Morais, campeã brasileira de jiu jitsu na categoria pesadíssimo roxa, e outro que dispõe sobre a concessão do Título de Empresa Cidadã à Via Naturale Produtos Naturais.

Entrega de homenagens

Na tarde desta quarta-feira, a Casa de Leis também realizou a entrega da Medalha Tiradentes, do Diploma de Atirador Destaque do Ano e da Medalha Antonio Marques Figueira.

Receberam a Medalha Tiradentes, concedida todos os anos aos policiais civis, militares e rodoviários, além de integrantes do Corpo de Bombeiros e da Guarda Civil Municipal, a policial civil Crislene Santos de Araújo, o policial militar Ricardo Alexandre Pinheiro, o integrante do Corpo de Bombeiros Esdras
Felix Santos, o guarda civil Lindomar de Melo Cavalcante, o policial rodoviário Marcelo Morente Ferreira e o instrutor do Tiro de Guerra Eduardo da Silva Rocha. O Diploma de Atirador do Ano foi entregue ao integrante do Tiro de Guerra Gabriel Furlan Plazza Takaoka.

Os policiais militares Cesar Augusto Fonseca e Diego Josias da Silva receberam a Medalha Antonio Marques Figueira. O vereador Marcos Antonio dos Santos (PTB), o Maizena, autor das proposituras que homenagearam os policiais, falou na Tribuna sobre elas: “São vocês que nos guardam nas nossas casas, nas estradas, em todos os lugares. Entrego esta honraria para essas duas pessoas, representando todos os policiais militares”, disse.